garagem do odois

blog do thiago do odois

Fundo

Raios que o partam (2)

Imagine que você tivesse que enviar um robo com rodas para a lua.  Para isso teria todos os recursos financeiros e tecnológicos disponíveis,  incluindo tempo para testes e disponibilidades dos mais sofisticados materiais e mais conceituados recursos humanos no gênero.

Este projeto, entretanto deve atingir os seguintes objetivos:

-Ser leve, pois cada grama enviado ao espaço corresponde a um custo astronômico

-Ser resistente, sustentar cerca de uma tonelada distribuidas em 8 rodas

-Ser confiável, pois uma vez lançado não pode ser consertado ou reparado ou ajustado.

Qual roda você usaria?

A URSS e seu invejável nível técnico destinado a corrida espacial descobriu após muita e muita pesquisa e horas de engenharia que a solução para este projeto era a simples roda raiada (ver foto no fim da página).

Sim, exatamente o mesmo conceito utilizado nas bicicletas. Um cubo com furos na direção axial e um aro com furos na direção radial unidos por tirantes metálicos (raios) que compõem uma treliça em três dimensões funcionando exclusivamente sobre tração.

Esta solução é praticamente inatingível por outros conceitos. Uma simples roda raiada de bicicleta, que pode pesar cerca de 500gramas é capaz de suportar radialmente cargas superiores a 500Kgf. Além de ser simples, barata, confiável e facilmente reparável.

Tudo indica que os avanços na técnologia de rodas para bicicleta se dará praticamente apenas na melhoria de materiais, uma vez que conceitualmente ja é utilizado o que há de mais sofisticado.

3 respostas para “Raios que o partam (2)”

  1. 14 janeiro 2011 as 13:16

    Rodrigo Stulzer disse:

    Legal Thiago! Faz artigos com mais frequencias. Seus textos sempre são interessantes!

    Abraços!

  2. 14 janeiro 2011 as 17:34

    du disse:

    Pena que as bikes da Rússia não vem pra cá…

  3. 14 janeiro 2011 as 22:01

    Lulis disse:

    “cada grama enviado ao espaço corresponde a um custo astronômico”
    =) muitoboa
    bem vindo à athiva de novo!