garagem do odois

blog do thiago do odois

Fundo

Serrando Aço

Para quem ja viu a bicicleta com o cubo Alfine notou que uma restrição deste tipo de transmissão é a ausência de blocagem. Ou seja, precisa de uma chave 15 para poder retirar a roda no caso da necessidade de um reparo.

Na mesma semana que eu recebi o cubo eu comprei uma chave 15 da Tramontina ( com o seguinte raciocínio: Já que gastei bastante no cubo, vale a pena comprar uma chave decente para não correr o risco de espanar).

O problema desta chave 15 é o fato dela ser muito comprida, já que tem ferramenta em ambas as pontas. Na minha pochete de quadro, que fica presa junto a mesa, ela ficava cerca de 10cm para fora, tornando inviável leva-la ali.

A solução foi serrar e tirar fora um terço inútil da chave. O novo problema se chamou Aço Cromo-Vanádio. Este relativamente sofisticado material é usado para esse tipo de ferramenta pela sua resistência a corrosão eu ao desgaste. Portanto é um material muito duro, dificil de ser cortado ainda mais usando uma serra manual que era o que eu tinha de disponível. Parte da alta resistência (cerca de 3 vezes superior a uma aço “de portão”) se da através do tratamento térmico (tempera).

Usando meus conhecimentos e um pouco de pesquisa cheguei a conclusão de que eu devia desfazer o tratamento térmico na região que eu faria o corte.

Cortei e arredondei as rebarbas com micro retífica e ficou perfeita. Coube direitinho na pochete de quadro.

2 respostas para “Serrando Aço”

  1. 20 janeiro 2011 as 18:08

    Lulis disse:

    Como você “desfez” o tratamento térmico? Só esquentou? Por quanto tempo?

  2. 21 janeiro 2011 as 8:25

    thiago disse:

    So esquentei. O tratamento térmico é feito com aquecimento e rápida refrigeração. Para desfazer basta aquecer e deixar esfriar bem lentamente.