garagem do odois

blog do thiago do odois

Fundo

Transportar é preciso

Quando se trata de meios de transporte, tem se um único objetivo. Transportar pessoas, carga ou ambos. Poderia-se analisar velocidades, potências, custos, durabilidade entre outros, mas vamos utlizar o valor da massa para comparar alguns mais populares.

Costumo chamar de* coeficiente de inteligencia em transporte a razão entre a massa da carga transportada/carga transportada+meio de transporte

Por exemplo: Um vagão de trem, pesa 20t, e pode carregar 60t. Logo, para este sistema o coeficiente seria 60/(60+20)=0,75 .  Uma moto de 120 kg levando 1 piloto ( 80kg em média, incluindo roupas) teria um coeficiente de 80/(80+120)=0,40.

Resumidamente, quanto maior este coeficiente, mais “inteligente ” seria o meio de transporte e quanto menor significaria que mais “peso morto” esta sendo transportado em vão.

Obviamente isto é muito relativo. Pessoas podem pesar 50kg ou 150kg. Um caminhão pode descer a serra cheio de soja e voltar vazio. Mas este simplório item nos da uma boa ideia sobre aproveitamento.

O meio de transporte mais polêmico nos dias de hoje, o carro particular, teria um coeficiente , para um carro compacto (800kg) com carga máxima ( 5 pessoas de 80kg e 300 kg de bagagem) de 700/(700+800)= 0,47. Valor baixo, mas razoável. Porém essa condição de uso, caso exista, é rara. Mais de 90% das situações os carros são maiores, estão vazios e apenas com o motorista e ainda devemos incluir o combustível, que não esta sendo de fato transportado, apenas consumido ( e jogado o que sobra , após queimado nos pulmões alheios). Logo podemos aproximar a massa do veículo para 1000kg e a carga para 80kg, então, 80/(1000+80)=0,074 . Este sim é um valor baixo ( que significa que para cada litro de combustível, 930ml são para transportar o carro e 70 ml são para transportar o motorista de fato).

Vamos falar também de um veículo fantastico, que além de contribuir para a saúde de quem os usa, contribui para a boa circulação de pessoas numa cidade.

Sim a famigerada heroina das cidades, a bicicleta.

Dificilmente uma bicicleta chega a pesar 20kg. Se o motorista usado no exemplo anterior tivesse uma luz na sua consciencia e utilizasse uma bicicleta, este sistema teria como coeficiente: 80/(80+20)=0,8 . Um valor mais de 10 vezes mais otimizado que um carro.

Criticos falariam que sem ter motor é facil obter resultados bons. Porém bicicletas elétricas, ja vangloriadas em vários países, que utilizam o mesmo conceito de transporte que as convencionais, pesam sempre menos de 40 kg, sem ter que pedalar. Logo seu coeficiente seria 80/(80+40) = 0,67, um valor ainda muito bom.

Razões para se popularizar bicicletas como meio de transporte não faltam, o maior problema como sabemos é uma barreira cultural.

Costumo chamar de*: Não existe em bibliografias ainda.

4 respostas para “Transportar é preciso”

  1. 11 maio 2009 as 7:07

    du disse:

    Memorável frase:

    ” Este sim é um valor baixo ( que significa que para cada litro de combustível, 930ml são para transportar o carro e 70 ml são para transportar o motorista de fato). ”

    Acho que poucas pessoas já pararam pra pensar isso. E, considerando o contexto cultural, poucas vão se importar, afinal “Mas se eu tenho um carro, porque vou andar de bicicleta”… Frase padrão

  2. 17 maio 2009 as 19:59

    Ciclista disse:

    Você está esquecendo de um fator muito importante nos seus cálculos.

    Peguemos um trem de 275 toneladas que pode transportar 584 passageiros entre dois estados, por exemplo. Considerando os seus passageiros de 80kg, teremos um coeficiente de 0,14, que parece ser bastante baixo comparado ao coeficiente de 0,8 da bicicleta.

    Você poderia falar que a bicicleta é 7 vezes mais eficiente que esse trem. Entretanto, esse trem de passageiros, quando cheio, e mesmo viajando à 160km/h, consome apenas 1,6kWh por 100 “passageiros/km”. Uma bicicleta consome 1,3kWh/p/100km viajando à uma velocidade bem menor: 20km/h. Como comparação, um carro comum à combustível fóssil com 1 só pessoa gasta em média 80kWh/p/100km, e um cheio 20kWh/p/100km.

    Não sei se já perceberam a váriavel que faltou ai: é a resistência do ar/aerodinâmica. Nesse trem, cada passageiro tem uma área frontal equivalente a 0,02m², enquanto um ciclista tem 0,8m². Portanto, enquanto que em carros e trens e etc se despende energia para carregar mais peso (o que só é mais relevante quando se acelera e breca muito, como em uma cidade) os ciclistas gastam muita energia enfrentando a resistência do ar, mesmo em velocidades muito baixas como 20km/h.

    Ainda assim, a eficiência energética da bicicleta é uma das melhores que tem. Isso é claro não considerando de onde vc tirou essa sua energia. Se você conseguiu grande parte da energia que vc gastou se alimentando de carne, então a eficiência energética da bicicleta já vai lá p/ baixo. 🙂

    Informações, e boa parte dos cálculos, retiradas deste ótimo livro, que pode ser baixado no seguinte endereço: http://www.withouthotair.com/

  3. 30 setembro 2009 as 11:05

    Nicholas disse:

    O máximo dessa nossa era de consumo e exibicionísmo! Compramos carros novos (na verdade com um emblema novo, um farol levemente diferente e um friso adicional) ano após ano para queimarmos 10 litros de hidrocarbonetos por dia exibindo os 800kg de belo veículo e escondemos os 120 kg de condutor gordo por uma longa fila de congestionamento por várias horas todos os dias. Os supermercados que já não vendem mais comida, apenas “alimentos” com ingredientes impronunciáveis já são 70% estacionamento e 30% químicos bem embalados. Terminamos o dia na academia tentando recuperar o tempo que ficamos sentados sobre nossos carbohidratos, nossos 0% de gordura trans, nossos sem-colesterol, dentro de nossos novos carros novos nas intermináveis filas esfumaçadas…
    É impressionando como o último século foi marcado por uma inédita melhoria na qualidade de vida da população… Que populaçao?

  4. 24 janeiro 2010 as 16:21

    Daniel disse:

    Boa!
    Gsotaria de saber qual é o aparelho,no qual colocamos o veiculo e comelamos a movimentar dentro da garagem,pois tenho interesse.me informaram que colocamos o veiculo nesta base e podemosmovimentar para qualquer lado.
    Muito grato.
    Daniel