garagem do odois

blog do thiago do odois

Fundo

Com Correntes

Recentemente adquiri um grupo de 9 velocidades para a bicicleta de asfalto. Como já possuo algumas ferramentas úteis para a montagem de uma bicicleta, resolvi fazer isso em casa mesmo.

Um dos últimos passos foi remover dois pares de elos (4 elos na verdade, porém eles têm q ser removidos aos pares) para a corrente ficar com o comprimento correto e após removê-los os deixei juntos com alguns outros elos de correntes de 7 e 8 velocidades.

E para meu espanto elas são quase idênticas.

Paquímetro na mão e vamos verificar com números o quanto elas são diferentes.

Corrente 7 e 8 velocidades (1/2″x3/32″)

Distância interna entre placas internas: 2,4mm

Distância externa entre placas externas: 6,9mm

Comprimento do pino: 7,1mm

Diâmetro do rolo: 7,7mm

Corrente 9 velocidades (1/2″x11/128″)

Distância interna entre placas internas: 2,2mm

Distância externa entre placas externas: 6,55mm

Comprimento do pino: 6,2mm

Diâmetro do rolo: 7,7mm

Segundo o site da KMC, as correntes para 10 velocidades têm exatamente as mesmas especificações que uma corrente para 9 velocidades. Igualmente para correntes de 6, 5 velocidade encontram-se especificações das de 8 e 7 velocidades, porém são de uma era pré-index, e não funcionam bem em grupos modernos.

As correntes de 9 e 10 velocidades funcionam em todos os grupos inferiores, mas ainda quero testar as correntes de 8 em um grupo de 9. Quem sabe funcione. Quando eu fizer este teste postarei aqui.

De qualquer forma, a diferença construtiva é insignificante e não justifica que uma corrente de 9 velocidades custe cerca de 6 vezes mais que uma de 8 velocidades.

Você ciclista, cicloturista, usuário de bicicleta não permita que empurrem peças. Se você possui um grupo de 8 ou 7 e na sua bicicletaria houver diferença de preço entre as correntes de 7 e 8 leve a de 7. A única diferença é a embalagem e mesmo assim já cheguei a ver preços com diferenças de até 30% entre elas.

O mesmo parece ocorrer para 10 e 9. A especificação é a mesma. Já ouvi comentários dizendo que não são compatíveis e intercambiáveis, mas se as medidas são as mesmas (1/2″x11/128″) não devem ser diferentes. Assim que eu tiver ambas as correntes em mãos eu faço as medidas para desmistificar. Inclusive, caso alguém tenha reparado, os grupos de 10 surgiram logo após os de 9 (os de 9 demoraram pra surgir após os de 8), provavelmente por compartilhar a mesma tecnologia de fabricação de correntes e cassetes, só mudando o espaçamento. Embora a medida 11/128″ se refira ao espaçamento interno das placas, ao menos deveriam funcionar as correntes de 9 em grupos de 10, quem sabe exigindo uma regulagem muito precisa. Mas nestes casos as correntes de 10 e de 9 possuem preços muito próximos, que não justificam adaptações.

Para bicicletas com marchas internas (assunto de um tópico futuro) ou sem marchas existem bem menos restrições. Em geral qualquer uma funciona, pois não existem engrenagens próximas onde a corrente pode raspar.Existe apenas a engrenagem de 1/8″. Estas não aceitam correntes convencionais, apenas as respectivas 1/8″. O inverso é possí­vel, lembrando que isto só é aplicável aos cubos de uma única engrenagem.

O campo de comentários está fechado.